mulher-comendo-chocolateQue um pedacinho de chocolate é bom, isso ninguém dúvida. Mas quando falamos que dependendo do seu tipo e da quantidade consumida, ele traz importantes benefícios para a saúde, aí ninguém acredita.

A grande questão é: Como um doce apontado como principal vilão de “dietas saudáveis”, pode ajudar trazer importantes benefícios para nossa saúde?

Listamos alguns dos principais benefícios do chocolate e como ele atua no nosso organismo.

Benefícios do chocolate

Não é de hoje que especialista e pesquisadores revelam que o chocolate é um grande aliado da saúde. Com um consumo moderado, é possível extrair diversos benefícios.

Segundo essas pesquisas, o chocolate do tipo meio amargo e amargo são os mais benéficos. Com uma composição rica em antioxidantes e baixa quantidade de açúcar e gordura, ele é capaz de melhorar a circulação e até ajudar a emagrecer.

Os nutricionistas também alertam que a quantidade máxima recomendada não deve ultrapassar 30 gramas por dia. Claro que ao fazer uso de outros tipos de sobremesas e chocolates é necessário redobrar a atenção nos detalhes, pois normalmente esses doces recebem mais açúcar, perdendo muitos nutrientes importantes e consequentemente adicionando mais calorias a sua dieta.

Veja alguns motivos para manter ou incluir essas belezinhas no seu cardápio.

Reduz o estresse: Você já reparou como um pedaço de chocolate te deixa mais calmo? Pois é, pesquisas recentes indicam que os chocólatras possuem menos hormônios ligados ao estresse. Essa sensação de bem-estar, está relacionada a liberação da serotonina no organismo, o que deixa qualquer pessoa mais feliz.

Bom para memória: Outro ponto forte da cafeína é que ela protege o cérebro contra certos danos. Isso estabelece um ponto positivo para estimular a memória, a concentração, a atenção, além do fato de diminuir as chances de desenvolver o Alzheimer.

Efeito anti-inflamatório: Chocolates com mais de 50% de cacau são perfeitos na atuação de inflamações crônicas.

Sempre jovem: Algumas pessoas dizem que duas barras de chocolate por semana podem representar um ano a mais de vida. Uma das explicações mais plausíveis sobre esse fato está relacionado ao cacau possuir 2x mais antioxidantes do que os vinhos e os chás. O que significa que ele ajuda diretamente a inibir os radicais livres, levando a uma redução no dano celular. Em outras palavras, um chocolatinho promove o antienvelhecimento e serve como base para diversos tratamentos antirrugas e regeneração da pele.

Previne derrames: Pessoas que consomem quatro pedaços de chocolate por semana (cerca de 60 gramas), reduz em 22% as chances de desenvolver um acidente vascular cerebral (AVC). De acordo com nutricionistas, o cacau reduz a inflamação das artérias e aderência do colesterol. Com um fluxo constante de circulação sanguínea abastecendo nosso cérebro, esse é mais um dos problemas que chocolate é capaz de barrar.

Auxilia na formação de músculos: Para aqueles que frequentam a academia, saibam que uma barrinha pequena é capaz de melhorar a oxigenação dos músculos, deixando-os pronto para as atividades físicas. Fora isso, o chocolate também é uma boa fonte de energia, que gera disposição e maior resistência na pratica de certos tipos de exercícios.

chocolate-coracaoFaz bem para o coração: O consumo de cacau promove uma melhora significativa no fluxo sanguíneo. Um dos motivos são os flavonoides, que possui um efeito positivo na diminuição do colesterol ruim e aumenta a quantidade de polifenóis, gerando uma redução nos discos de doenças cardiovasculares e hipertensão.

Traz saciedade: O cacau estimula os a produção de leptina. Esse hormônio é responsável por aumentar a sensação de saciedade.

Solução para emagrecer: Não. Você não leu errado. De acordo com o item acima, o cacau estimula o sentimento de saciedade, levando você a comer menos entre ou durante as refeições. A questão é que esse não é o único fator influente para perder peso rápido. Dentro de uma dieta balanceada o chocolate tem entre seus componentes a cafeína, que é conhecida por acelerar o metabolismo. Sendo assim você come menos e queima mais calorias. Só cuidado para não exagerar no chocolate e provocar o efeito contrário. Lembre-se também de evitar o chocolate ao leite e o branco que são mais gordurosos e não agregam em nada nesse quesito emagrecimento.

Tipos de chocolates

Para conseguir extrair o máximo de benefícios desse alimento é importante prestar muita atenção na hora de escolher o tipo de chocolate. Quanto mais cacau presente na sua composição, mais benefícios o doce irá promover. Sei que é difícil, mas é necessário deixar o preconceito de lado e optar por escolhas mais nutritivas do que gostosas. Confira a lista dos mais comuns:

  • Chocolate branco – Para muitos o mais gostoso da lista, mas na verdade nem chocolate ele é. Para caracterizar-se como chocolate é necessário ter pelo menos um pouco de cacau na formula, o que não é o caso do branco. Basicamente formado por manteiga de cacau, muito açúcar e muita gordura, ele é o chocolate mais calórico, sem benefício nenhum para saúde e ainda intensifica a oleosidade na pele.
  • Chocolate ao leite – Talvez o mais comum e o mais consumido do mundo. Ele é composto por 25% de cacau, leite em pó e açúcar. Possui alguns atributos positivos para a saúde, mas se destaca mesmo pelo sabor.
  • Chocolate meio amargo – Com muitos benefícios, ele possui algo em torno de 40 a 55% de cacau e pouco açúcar na sua composição. É uma excelente escolha para aqueles que sofrem de diabetes ou intolerância a lactose.
  • Chocolate amargo – Ainda é o menos consumido e possui um sabor bem diferente dos demais, mas definitivamente o que promove mais benefícios a saúde. Com algo em torno de 60 a 85% da composição a base de puro cacau, ele possui quase nada de açúcar e gordura. A melhor escolha para diabéticos.

 

Veja também os 11 motivos para comer chocolate.

Comentários