remedio_osteoporoseQue a menopausa é uma fase pouco agradável isso todo mundo sabe. Além do calorzão e alterações de humor, essa etapa na vida da mulher é marcada pela diminuição na produção de hormônios. (Inclusive, já falamos aqui no blog a respeito da influência da menopausa na diabetes.)

O que algumas mulheres desconhecem, é que os ossos são um tipo de tecido vivo, e como todo tecido ele precisa de proteínas e alguns hormônios para se renovar, afim de evitar problemas como a osteoporose.

Na menopausa nenhum outro hormônio sofre uma diminuição tão drástica quanto o estrogênio. Aliás, esse é justamente um dos responsáveis por manter a saúde dos ossos, evitando que eles fiquem frágeis e desgastados. Hoje vamos falar sobre a Prolia, um medicamento de alto custo, que serve para tratar a osteoporose em mulheres na pós-menopausa.

O que é Prolia?

Também conhecida como Denosumab, a Prolia é um remédio injetável, muito indicado para tratar a osteoporose em mulheres que estão na fase da pós-menopausa. Seu princípio ativo tem como função impedir a degradação dos ossos e evitar que eles fiquem finos, e frágeis, evitando dessa forma as lesões, contusões e fraturas.

A Prolia é fabricada pelo laboratório GSK, e atua como modo preventivo para reduzir os riscos de fraturas principalmente na coluna e no quadril. O fármaco também serve para tratamento adjunto para pacientes que estão em tratamento para câncer de próstata.

Efeitos colaterais

O medicamento pode causar alguns efeitos adversos, como dor ao urinar, prisão de ventre, reações alérgicas na pele, formigamento e incomodo nos membros, febre, vômitos, infecção de ouvido e nas vias respiratórias, além de baixar os níveis de cálcio no organismo.

Contraindicações

O Prolia não deve ser utilizado por pacientes que tenham hipocalcemia (quantidades muito baixas de cálcio no sangue) ou que sejam alérgicos a qualquer componente da formulação. O medicamento também não é indicado para indivíduos com problemas nos rins ou que estão sendo submetidos a quimioterapia/radioterapia.

Posologia

Nunca use este medicamento sem a orientação médica. Por ser um remédio injetável, você pode optar por fazer as aplicações por conta própria, ou recorrer a enfermeiros e farmacêuticos.

O modo de aplicação é bem simples. Basta injetar a seringa com 60 mg uma única vez de 6 em 6 meses. Especialistas recomendam a ingestão de suplementos cálcio e vitamina D para auxiliar o tratamento.

Preço do Prolia

O Preço do Prolia não é algo muito atrativo. Dependo da farmácia o preço pode variar de R$ 700,00 à R$ 900,00.

Comentários