cerveja_saudeCerveja faz bem para saúde, é isso mesmo que você leu. Segundo diversas pesquisas beber moderadamente traz muitos benefícios a sua saúde, incluído a redução dos níveis de colesterol ruim, combate à gripe e até auxilia na dieta. Então antes de correr para o bar, confira 12 benefícios da cerveja.

POUCA CALORIA

A cerveja é considerada uma bebida de baixo valor calórico, possuindo em média 120 calorias, comparada com outras bebidas como suco de laranja e vinho, do qual contém 240 calorias. Ela também possui benefícios a saúde presentes no vinho, como antioxidantes, vitaminas e sais minerais.

NÃO AUMENTA A BARRIGA

Isso mesmo, a cerveja, se consumida com moderação, não é responsável pelo aumento de gordura abdominal. A ciência comprovou que o que auxilia no ganho de peso são os alimentos que normalmente são consumidos junto com a bebida, como salgadinhos e outros petiscos gordurosos.

AUXILIA NA DIETA

Mais uma vez você não leu errado. A cerveja possui componentes que dão energia ao corpo, acelerando a queima de gordura. Então fique feliz em saber que você não está quebrando a sua dieta por tomar uma cervejinha com os amigos de vez em quando.

TRAZ BENEFÍCIOS A SAÚDE

Vale lembrar que tudo em excesso faz muito mal à saúde, mas sem exagero a cerveja pode trazer muitos benefícios, pois é rica em vitaminas B, antioxidantes, reduz em 35% as doenças cardiovasculares e, além disso, possui componentes que ajudam a prevenção do câncer e osteoporose.

COMBATE O ESTRESSE E A FADIGA

Devido a presença de vitaminas do complexo B, o levedo de cerveja auxilia na redução dos níveis de estresse e fadiga mental. Portanto, está estressado? Faça um social com os amigos e relaxe um pouco.

COMBATE À GRIPE

Segundo estudo científico publicado na revista Medical Molecular Morphology, foi comprovado que a cerveja possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, capazes de inibir a multiplicação de vírus da gripe, ajudando também na prevenção da pneumonia.

CÁLCULO RENAL

A cerveja é uma bebida diurética, e de acordo com estudos, ela reduz 40% dos riscos de desenvolver pedras nos rins. Porém, como mencionado anteriormente, ela deve ser consumida com moderação, pois em excesso pode ser responsável por agravar o caso. Segundo pesquisadores, o ideal é o consumo de uma latinha ao dia pra mulheres e duas para os homens.

INSÔNIA

Pesquisas comprovam que a cerveja possui um efeito sedativo, podendo ser ideal para o tratamento de insônia e distúrbios do sono. O lúpulo presente na bebida possui uma substância que diminui a ação do sistema nervoso e auxilia o no sono mais tranquilo. Para isso, basta seguir as quantidades de latinhas recomendadas para homens e mulheres.

CONTROLA O COLESTEROL

A cerveja, principalmente a escura, tem um grama de fibra solúvel por garrafa, estas são responsáveis pela redução dos níveis de colesterol ruim, reduzindo de 25% a 40% o risco de doenças cardiovasculares. Além disso, o consumo moderado diário ajuda a prevenir o entupimento das artérias, elevando o colesterol bom.

SISTEMA IMUNOLÓGICO

O consumo da cerveja torna o organismo resistente a algumas infecções, trazendo benefícios ao sistema imunológico, pois aumentam a concentração de células de defesa do sistema imune, aumentando a produção de anticorpos.

FORTIFICA OS OSSOS

Estudos realizados em Londres comprovaram que a cerveja beneficia a saúde dos ossos e do tecido conjuntivo. O silício, elemento abundante presente na cerveja do tipo ales ou lagers, ajuda na melhora da densidade óssea. Porém é importante lembrar que a dose diária não pode ultrapassar a que mencionamos anteriormente (um copo diário para mulher e dois para homem), pois seu consumo exagerado pode provocar efeito contrário, relacionado ao maior risco de fratura.

PREVINE O DESENVOLVIMENTO DE ALZHEIMER

Estudos da Universidade de Loyola, nos Estados Unidos, apontam que quem bebe cerveja de modo moderado diariamente apresentam 23% menos risco de desenvolver o Alzheimer, pois reduzem o acúmulo de proteínas que causam esta doença. Outro fato descoberto é que esse benefício está relacionado apenas à cevada, portanto bebidas como o vinho não fazem parte disso.

 

Veja também: Desmistificando: Posso beber e tomar remédio?

Comentários